«

»

abr 10

Estar acima do peso reduz risco de demência, diz estudo. SERÁ?

Saiu hoje na “BBC Brasil” uma reportagem na qual foi demonstrada um estudo afirmando que estar acima doObesidade peso pode reduzir risco de demência. Como subtítulo, a reportagem ainda dizia que esta afirmação estava “de acordo com a maior e mais precisa investigação sobre esta relação”.

Devemos ficar atentos a alguns estudos que são divulgados na internet, tanto pela maneira que são divulgados quanto pela questão financeira dos estudos. Infelizmente muitos estudos hoje em dia ao serem financiados por uma instituição X sofrem fraudes nos reais dados apenas para fazer um “marketing” sobre um devido produto (não estou em nenhum momento afirmando que foi o caso desse estudo em questão). Mas vamos ao que interessa, isso é ou não verdade?

O QUE É A DEMÊNCIA?

Em entrevista ao Dr. Drauzio Varella, o médico neurologista Ricardo Nitrini definiu demência como “uma síndrome resultante do declínio progressivo da capacidade intelectual do indivíduo. Caracteriza-se pela perda da capacidade de memorizar, de resolver os problemas do dia a dia, o que interfere em seus relacionamentos e atividades sociais e profissionais.”

Fonte:http://drauziovarella.com.br/envelhecimento/demencias/

COMO O ESTUDO FOI REALIZADO?

Uma equipe formada por cientistas da empresa Oxin Epidemiology e da universidade London School of Hygiene and Tropical Medicine, analisou registros médicos de 1,9 milhão de pessoas com cerca de 55 anos por um período de duas décadas.

O que mais foi constatado sobre os resultados, foi a questão de que pessoas abaixo do peso têm um risco 39% maior de desenvolver a demência em relação as pessoas com o peso normal. Até aqui ok, pessoas abaixo do peso podem estar desnutridas em relação a alguma vitamina específica. Depois veio a “surpresa”. Pessoas com sobrepeso tinham uma redução de risco de 18% e obesos de 24% de terem demência.

ONDE ESTÁ O ERRO ENTÃO?

O estudo utilizou o IMC (Índice de Massa Corporal) para analisar pessoas com sobrepeso, obesas, entre as outras classificações. Todo um estilo de vida e a real alimentação saudável ou não, estão muito mais relacionados a diversas doenças do que apenas dividir peso por altura e tirar conclusões do tipo.cerebro

Segundo teorias do estudo, proteção para obesos estaria relacionada com a deficiência de vitamina D e E, visto que pessoas que comem menos PODEM ter uma deficiência maior destas vitaminas, repetindo, PODEM ter, não é certeza que terão. Vitaminas D e E são lipossolúveis, ou seja, precisam de gordura para serem utilizadas pelo organismo, talvez aqui esteja a relação. Será? Bom, a questão é que antes de uma divulgação assim deve haver um estudo de mudança de hábito alimentar com ingestão de gorduras saudáveis, sendo que, sabe-se que estes tipos de gordura possuem relação benéficas com doenças do tipo pois fazem bem ao cérebro. Muitos outros estudos também comprovaram que forçar as células do seu cérebro evita doenças do tipo.

Além disso, existem pessoas com IMC normal que são bem menos saudáveis do que outras com um IMC mais elevado, tudo isso deveria ser levado em consideração.

Por fim ao menos concluíram que isso não é desculpa para comer mais com o intuito de ficar com sobrepeso ou obeso da maneira que bem desejar. A associação de Alzheimer veio a público encorajar as pessoa a praticarem exercícios, pararem de fumar e terem uma dieta balanceada.

Minha conclusão final, acho praticamente impossível um dia surgir uma descoberta válida que demonstre algo do tipo. Exercícios e alimentação saudável são e serão sempre o melhor remédio.

Para fins de direitos autorais das imagens:

(imagem 1) http://www.bahianegocios.com.br/saude/brasil-tem-quase-25-milhoes-de-obesos-atingindo-185-da-populacao-a-maior-parte-da-classe-c/

(imagem 2) http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2014/03/neuronios-estressados-podem-proteger-contra-alzheimer/

Formado em Bacharel em Educação Física. Atuando como Personal Trainer e Consultor Fitness Online. Acredita que todos podem conquistar seus objetivos desde que tenham metas e, acima disso, força de vontade para conquistá-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>